sexta-feira, 13 de julho de 2012

Não andeis ancioso



“Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus”. Fil. 4:6,7



A ansiedade é um dos piores males enfrentados pelo ser humano. Ela é a causadora de muitas enfermidades físicas e mentais. A sua presença é caracterizada pela inquietação da alma produzindo insegurança e gerando aflição. Ela age de forma silenciosa, causando uma grande devastação no coração de alguém que se encontra envolvida em alguma situação adversa.
A tentativa de encontrar alternativas que viabilizem a solução de um determinado problema, bem como a firme disposição de trabalhar de forma efetiva na resolução do mesmo, são minadas pela ausência de uma fé verdadeira fundada no amor do Pai, na mediação do Filho e no poder do Espírito Santo.
A busca pela satisfação das necessidades humanas deve estar, necessariamente, atrelada à plena e indiscutível certeza da soberania de Deus e do seu conseqüente controle sobre todas as coisas da vida, especialmente no que tange a tudo aquilo que diz respeito a existência dos seus filhos. Nesse sentido, se faz necessário orar, clamando ao Senhor com gratidão no coração. 
Há quem pense que a gratidão é um elemento necessário, mas bem posterior ao recebimento da benção pretendida. Isto é, só se pode agradecer aquilo que já se recebeu. O apóstolo Paulo, entretanto, nos instrui a fazer as nossas súplicas e as nossas petições, com ações de graças. Agir assim é manifestar uma fé legítima que descansa na convicção de que a vontade de Deus será realizada, sendo a mesma sempre boa, agradável e perfeita.
A conseqüência disso é que a paz de Deus nos envolverá de uma maneira tão maravilhosa que, independentemente de qualquer coisa, seremos preservados da desolação no percurso sombrio da tribulação. Aprenderemos que o Senhor é aquele que não nos promete livrar das dificuldades da vida, mas nos acompanhar nelas, fortalecendo as nossas pernas nas íngremes e irregulares estradas da vida, abastecendo o nosso coração com a esperança que nos permite olhar para o futuro com alegria, bem como alimentando a nossa mente com pensamentos que nos conduzam a uma ação consistentemente e coerentemente pautada em sua Palavra. 
Para não andarmos ansiosos precisaremos estar firmados nas promessas daquele que mantém de pé a sua palavra fazendo prevalecer a aliança que Ele mesmo estabeleceu com o seu povo. Não duvide, creia! Não se angustie, confie! Não se precipite, espere! Logo verás o inconfundível mover de Deus em teu favor e os teus lábios romperão em cânticos porque o Deus da paz está contigo.


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

 
Desenvolvido por Erick Haendel - Bote Féé 2010 - 2012 -