terça-feira, 31 de julho de 2012

Vencendo a Depressão



As dificuldades da vida são tantas que nenhum ser humano pode suportá-las por muito tempo, sem sentir um pouco de desespero, ou pior, depressão. Deus nos têm dado um meio de permanecer ligados a Ele, para que vivamos vitoriosa, destemida e esperançosamente. Esse meio é encontrado nas disciplinas da vida espiritual.Deus não pode nos ajudar plenamente até que entendamos nossa total incapacidade de dirigir a vida por nossa própria conta.
A depressão gera perda de esperança e outros sérios desconfortos. Por isso, ao enfrentá-la, devemos usar os recursos divinos para fortalecer nossa comunhão espiritual com o Pai.
Os sintomas depressivos mais frequentes são: autoestima baixa, apatia e desinteresse pela vida, choro e falta de coragem. O paciente ainda apresenta aumento da irritabilidade, ataques de ira, sentimento de frustração, alterações do peso e do apetite, alterações do sono, dificuldades de concentração, de pensar e de tomar decisões, de fazer planos; intenções de suicídio ou morte, perda de prazer em atividades antes consideradas prazerosas, incluindo relações sexuais. Isoladamente, esses sintomas não indicam depressão, mas quando estão presentes em quantidade e intensidade alta, muito provavelmente a indicam. Estima-se que 70% dos suicídios se devam à depressão.
Muitos confundem tristeza ou “baixo astral” com depressão. Mas ela pode se apresentar mascarada com outros sintomas, que necessitam da experiência clínica para que sejam investigados. Ela pode ser do tipo leve, moderada ou grave. Mas, independentemente de qual seja, ou mesmo que a pessoa esteja passando por outro desconforto emocional, como uma tristeza episódica, pontual, é preciso dar-lhe auxílio. O apoio de pessoas queridas, interessadas no seu bem-estar é muito importante. Mas também é importante considerar os aspectos espirituais que podem estar presentes. Deus Se interessa em oferecer ajuda a todos, principalmente àqueles que estão em sofrimento.
Veja no Salmo 42 a experiência de Davi e como podemos tirar dela orientações para produzir novas imagens mentais, nutrindo a fé com as promessas de Deus:
– Reconhecer a real condição (v. 2-4): Só conseguiremos reagir e superar a depressão quando admitirmos o problema.
– Abrir o coração e expressar a Deus o seu sentimento (v. 5, 7): Davi disse a Deus os seus sentimentos. Podemos ir a Deus, pois Ele prometeu que estará sempre com aqueles que O invocam (2Cr 20:17; Mt 28:20).
– Declarar a si mesmo e aos outros as promessas de Deus (v. 5b, 8, 11): Davi parecia conversar consigo mesmo, reafirmando sua esperança. Quando surgem pensamentos de derrota e fracasso, a pessoa com depressão precisa fazer o mesmo. Davi declarou: “Espera em Deus, pois ainda o louvarei, a Ele, meu auxílio e Deus meu” (v. 6 e 11).
No Salmo 39 e no Salmo 55:17, vemos mais uma vez a importância de declarar a Deus nossas aflições, confiando em Seu cuidado por nós. “somos privilegiados em poder ir a Jesus assim como estamos e nos lançar sobre Seu amor! Não temos nenhuma esperança a não ser em Jesus. Só Ele nos pode alcançar com Sua mão para nos erguer das profundezas do desânimo e da desesperança e colocar nossos pés sobre a Rocha” Ellen G. White (Para Conhecê-Lo [MM 1965], p. 80).
Cada situação é única e particular, mas a depressão, às vezes, é determinada ou agravada por falhas e erros cometidos. A recordação dos seus pecados fez Davi sofrer muito até o momento em que ele os confessou (Sl 32:5-7). A certeza do perdão divino deve ter base na Palavra de Deus e não nos sentimentos. Quando a pessoa está deprimida, é comum que ela não se sinta perdoada, mesmo tendo confessado os pecados a Deus. Então, é necessário crer que “se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça” (1Jo 1:9).
Nas situações angustiantes da vida, é preciso lembrar sempre que Deus nos oferece a esperança de um livramento completo. Se não o obtivermos neste mundo, certamente o teremos no porvir. Miqueias declarou: “Eu, porém, olharei para o Senhor e esperarei no Deus da minha salvação; o meu Deus me ouvirá” (Mq 7:7).
O SENHOR te abençoe e te guarde;
RENATO VICTOR


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

 
Desenvolvido por Erick Haendel - Bote Féé 2010 - 2012 -