sábado, 7 de julho de 2012

PROSSIGA PARA O ALVO



“Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus”. Filipenses 2: 13,14

Todos nós, seres humanos, temos alvos a serem alcançados na vida. Alguns são pessoais e outros profissionais ou acadêmicos, podendo ser estabelecidos por conta própria ou mesmo impostos por terceiros. O fato é que, em regra, vivemos em função de um determinado alvo, uma meta, um objetivo.
A palavra utilizada pelo apóstolo Paulo é tradução do vocábulo grego skopos, a qual era amplamente usada para indicar um determinado ponto a ser alcançado por um dardo ou flecha. Naturalmente, Paulo não estava escrevendo para competidores de jogos olímpicos, mas para cristãos que estavam na luta da vida, enfrentando os desafios e mazelas que afetam a existência humana, especialmente sobre a perseverança na carreira da fé.
Estabelecer um alvo, portanto, é saber aonde se quer chegar, é ter propósitos claros e objetivos, é caminhar visualizando metas definidas. Há pessoas, por exemplo, cujos alvos da vida são tornarem-se ricas, famosas ou poderosas e para alcançar tais objetivos elas se empenham ao máximo. Penso que não há nada de errado em ser possuidor de uma grande fortuna, de notoriedade e fama, ou mesmo de um reconhecido poder. O problema é quando essas coisas ofuscam o brilho de Cristo em nossas vidas, quando nos roubam a singeleza de coração, a dedicação a obra do Mestre, ou venham a se tornar mecanismos de desumanização. O fascínio com o mundo das facilidades e das realizações humanas tem levado muitas pessoas ao pragmatismo, ao egoísmo e ao fanatismo materialista, tendências fortíssimas que nos levam a pautar a nossa vida tendo como alvo aquilo que nos satisfaz.
O alvo apresentado e perseguido pelo apóstolo Paulo era a glória de Deus através de uma comunhão íntima e verdadeira com Cristo. Ele, explicitamente, afirmou que prosseguia para o alcance de tal objetivo. Afirma Warren Wiersbe que “o mais importante é alcançar o objetivo que Deus estabeleceu para cada um. Não importa qual seja o sucesso aos olhos dos homens, não haverá recompensa se não conquistar aquilo para o qual também foi conquistado por Cristo Jesus”.
Prosseguir para o alvo é o desafio de todo cristão. Como fazê-lo é questão que se impõe, requerendo de cada um atitudes claras e firmes na direção daquilo que se quer alcançar. Para tanto, é necessário ciência da situação, isto é, saber que ainda não estamos como Deus quer; senso de direção, que é exatamente o fato de sabermos para onde devemos caminhar; poder de determinação, que se refere não somente ao desejo de avançar, mas a boa disposição de agir no sentido de ver cumpridos os planos de Deus em sua própria vida.


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

 
Desenvolvido por Erick Haendel - Bote Féé 2010 - 2012 -